Uma impressora pode desbloquear o seu smartphone

Girl hand touching screen on modern mobile smart phone. Close-up image with shallow depth of field focus on finger.

Os sistemas biométricos são a mais recente forma de segurança nos smartphones. Mas tal como noutras aplicações destes sistemas, também são falíveis e podem ser contornados.

O que não se esperava era que fosse tão simples de o conseguir e que recorrendo a uma simples impressora fosse possível criar uma impressão digital falsa e que desbloqueia o smartphone.

Existem já várias provas de conceito que mostram que estes sistemas não são infalíveis e que com algum trabalho é possível criar uma impressão digital que consegue enganar os leitores. Já em 2014, na altura em que estes sistemas surgiram no iPhone ficou provado.

Mas se estes sistemas iniciais eram volumosos e difíceis de conseguir, tudo mudou agora com a utilização de uma simples impressora de jato de tinta, tinteiros com tinta condutora AgIC e papel também AgIC. Esta tinta e o papel, criados para imprimir circuitos eléctricos, consegue imprimir e criar uma impressão digital que os sistemas de leitura biométrica interpretam como sendo real.

Como se realiza este processo?

Para obter a impressão digital é apenas necessário ter acesso ao equipamento que se quer desbloquear e fazer um scan a 300dpi. Depois é apenas necessário inverter a imagem e mandar imprimir em papel AgIC.

Quem está exposto a esta falha?

Os investigadores que descobriram esta falha, Kai Cao e Anil K. Jain do Departamento de Engenharia e Ciência da Computação da Universidade do Michigan, demoram apenas 15 minutos a conseguir criar a versão impressa de qualquer impressão digital.

Os seus testes recairam sobre o Samsung Galaxy S6 e o Huawei Honor 7 e mostraram que estes dois equipamentos podem ser desbloqueados desta forma. O smartphone da Huawei ofereceu alguma resistência necessitando de algumas tentativas adicionais para conseguir ser desbloqueado.

As fragilidades destes sistemas são conhecidas e sabia-se que é possível criar versões falsas das impressões digitais dos utilizadores. O que não se sabia e não se esperava era que com apenas 500 euros e 15 minutos fosse possível desbloquear um smartphone que recorre às mais modernas tecnologias para se proteger.

Hacking Mobile Phones Using 2D Printed Fingerprints

Related Posts with Thumbnails
Uma impressora pode desbloquear o seu smartphone
Classificado como: